Alexandre Berner fotografa ao sabor do Rio Xingu

Alexandre Berner embarcou em mais uma aventura fotográfica, dessa vez através do Rio Xingu. Partindo de Altamira (PA), acompanhou os pescadores em sua rotina de trabalho e descreve com texto e fotos como é a vida desse povo.

“Não fui viajar com ribeirinhos. Esse povo mora mesmo é na cidade. Mas sua relação com o rio é íntima. Na verdade alguns passaram a maior parte da vida viajando pelo rio do que “em casa”. Novamente, por uns dias o bagaço da civilização ficou para trás. E dessa vez eu estava junto. Subimos o rio Xingu partindo de Altamira (PA) em busca dos peixes. Ficamos ligados ao planeta em seu estado bruto. O sol racha e a chuva molha. O ar não é condicionado. Menos ainda o são piuns, carapanãs e suvelas. O corpo não é malhado, o tônus é natural. Todos comem no mesmo prato. A pátria d’água nos iguala.”

Texto e fotos: Alexandre Berner. Confira o ensaio completo no Fronteira Aberta.

Um comentário sobre “Alexandre Berner fotografa ao sabor do Rio Xingu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *