Casa Bandeirista do Itaim Bibi

Nesses dias digitalizei, a pedido do Sr. Helcias de Pádua, do Grupo de Memórias do Itaim Bibi, algumas imagens da Casa Bandeirista. A casa, construída no século XVIII, localiza-se num terreno entre a Rua Iguatemi e a Av. Brigadeiro Faria Lima. Por estar no coração de um dos centros comerciais de São Paulo, numa área altamente valorizada, sofreu nas últimas décadas com a especulação imobiliária e os interesses comerciais. Mesmo com a área sendo tombada pelo Condephaat, recentemente a Secretaria do Verde e Meio Ambiente autorizou a derrubada de árvores no terreno, suspensa pela ação dos moradores do bairro, já que a ação não tinha o respaldo da Secretaria da Cultura, mas foi “espertamente” solicitada na Subprefeitura.

Atualmente, o que restam são apenas ruínas. Algumas colunas do projeto original resistem, protegidas por sacos plásticos. O projeto para sua reconstrução e revitalização existe há décadas, mas pouco foi feito até o momento.

A casa em 1985, três anos depois do tombamento (hoje há muito menos do que isso):

“Beirando a Nova Faria Lima, vizinhos de um estacionamento e de uma igreja estão alguns tijolos remanescentes da primeira ocupação do bairro do Itaim, a sede da antiga fazenda. Tombado pelo Condephaat na década de 1980, o local é o único sítio histórico do bairro reconhecido, fora o Parque do Povo.
(…)
‘Ninguém tem dúvidas de que esse casarão de taipa com mais de dois séculos foi sede de uma fazendo muito anterior à Chácara do Itaim.’ (O Estado de S. Paulo, 4/10/84)
(…) a propriedade passou por diversos donos até que em 1982 foi tombada. Desde então, deixada de lado pelos órgãos públicos: a casa foi paulatinamente depredada. Hoje está reduzida a um pedaço de parede e parte do terreno é utilizado agora como estacionamento(…).”
Fonte: Santa Rosa, T.S. (2004). Verticalização e espaços de uso público na Vila Olímpia. Trabalho final de graduação, Centro Universitário Belas Artes, São Paulo.

Mais informações em: http://www.memoriasdoitaim.com.br/casabandeirista.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *