Como montar um kit digital de qualidade com menos de dois mil reais

A fotografia digital exacerbou a onda de equipamentos descartáveis e recursos duvidosos na briga pelo consumidor de material fotográfico. Ainda assim, há câmeras e lentes com preços astronômicos que muitas vezes são justificados pela necessidade de corrigir problemas que a própria tecnologia digital impõe. Objetivas custam mais caso foquem em uma fração menor de segundo ou se tiverem um pouco menos de aberrações que são facilmente corrigidas no computador. Será que para fotografar bem em digital é necessário embarcar nesse turbilhão insano de lançamentos, especificações e preços altos?

É perfeitamente possível fazer uma boa fotografia digital, com um bom conjunto de lentes com menos de dois mil reais. No entanto, uma séria advertência: essa recomendação é válida apenas para aqueles cuja fotografia dispense recursos como o foco automático e o zoom. Se, para o seu modo de fotografar, esses recursos são indispensáveis, melhor parar de ler esse texto e procurar os lançamentos mais novos no DPReview. Agora, se você considera usar uma lente fixa e o foco manual virtudes do ato fotográfico, este artigo é voltado para você.

Um outro ponto a se ressaltar é que para esse empreendimento você precisará de um cartão de crédito internacional e uma boa dose de paciência. Os preços levados em conta aqui são de lojas com envio e desembaraço alfandegário para o Brasil, mercadorias do eBay, Mercado Livre e lojas de usados no centro de São Paulo.

Bom, para montar nosso kit, precisaremos de:

  • Um corpo reflex digital
  • Um adaptador para lentes M42
  • Uma lente grande-angular (equivalente a 28mm no filme)
  • Uma lente normal (equivalente a cerca de 50mm no filme)
  • Uma meia-tele (equivalente aos 85mm no filme)
  • Um cartão de memória

Com esse conjunto, será possível cobrir praticamente qualquer necessidade que se tenha. E é importante que as lentes sejam claras e de qualidade. Isso é possível por tão pouco? Sim, pois ao se abrir mão do foco automático, pode-se optar por lentes incríveis que são vendidas a preço de banana.

O corpo

Nosso corpo digital precisa ser compatível com lentes antigas, como as de rosca M42. Isso já deixa de fora as Nikon, cuja baioneta não permite adaptações sem ótica, que destrói a qualidade que perseguimos. Ficamos com duas opções de custo baixo: a Canon Rebel XT e a Pentax K100D, cujos preços são exatamente os mesmos. Embora a Canon tenha 8 megapixels contra 6 megapixels da Pentax, esta última tem algumas vantagens, como a redução de vibração e confirmação de foco com lentes de foco manual. Este item é essencial, pois os visores minúsculos das reflex digitais não são feitos para focagem manual, sendo necessária a verificação eletrônica. A Canon não tem estabilização no corpo e a confirmação de foco só é possível através de um adaptador mais caro. Pode-se então escolher entre mais megapixels ou mais recursos com lentes mecânicas.
Custo: por volta de R$ 1200.

Adaptador para lentes M42

Facilmente encontrados no eBay. Atenção: para a Pentax, apenas aqueles que não tem a borda “larga” em volta da rosca realmente permitem o foco no infinito. Para as Canon, além do foco no infinito, há os adaptadores que propiciam a confirmação de foco.
Custo: de R$ 50 a 140 reais

Grande-angular

O grande problema da maioria das reflex digitais é o fator de corte. Como a distância focal real da lente é multiplicada por 1,5, isso significa que para ter o equivalente aos 28mm, precisamos de uma lente de 18mm. Para isso, há duas opções: a própria lente do kit que vai de 18 a 55mm ou uma Zenitar 16mm 2.8, que tem versões para Pentax e Canon.
Custo: R$ 400
Giacomo Macis

Silence – Giacomo Macis – Canon 300D e Zenitar 16mm

Normal

No filme, uma normal tem 50 ou 55mm. Ou seja, precisamos procurar uma lente de 35 ou 37mm. Uma boa opção é a russa Mir 1-V de 37mm, também encontrada em abundância no eBay. Esse é um bom exemplo de uma ótima lente com custo baixíssimo, pela falta do foco automático. Melhor para quem não se importa em focar no anel.
Custo: R$ 120
11313246nz-1.jpg

Dead Flowers (crop) – Ivan de Almeida – Mir1V em Canon 300D

Meia-tele

Aqui está a maior pechincha do sistema, pois para essa função podemos usar as normais do filme. Há uma infinidade de lentes claras, bem construídas e baratíssimas. Vamos ficar com uma Helios 44M, que acompanhava as Zenits. A distância focal de 58mm terá o ângulo de visão de 87mm. O benefício que se tem por esse preço é totalmente desproporcional. Essa pode ser encontrada no mercado nacional tranqüilamente.
Custo: R$ 50.

AlexVs P.o.S.
Ira#1 – AlexVs P.o.S. – Zenit – Helios 44M

Cartão de memória

Custo: R$ 70.

Total: R$ 1890 ou R$ 1980.

Temos então o nosso kit completo, com três lentes e um corpo digital. Sabendo que o corpo ficará obsoleto rapidamente, vale a pena pagar o mínimo possível e aproveitar as vantagens de se encontrar equipamento antigo a preço de banana. O que importa, para a qualidade da fotografia é a lente, e esta qualidade não está na tecnologia, e sim nas características do vidro e da construção, em que objetivas de trinta anos ou mais são excelentes.

Agradeço ao Ivan de Almeida e ao Fernando Aznar pelas conversas sobre lentes russas, adaptadores, a Pentax e as compatibilidades.

Um comentário sobre “Como montar um kit digital de qualidade com menos de dois mil reais

  1. Rodrigo;

    Voc? sabe que meu conjunto ? exatamente esse: um corpo digital de tr?s anos de uso (Canon 300D), adaptador, chip de confirma??o de foco e um monte de lentes M42.

    H? maravilhas ?ticas barat?ssimas, como a Helios 44, a Mir 1V, a Jupiter 37A 135mm, s? para citar as f?ceis e baratas.

    Nas Canon o chip de foco ? important?ssimo devido ? precariedade do visor.

  2. Olá Rodrigo,
    Sou fascinado por fotografia mas só agora com 34 anos de idade consegui ter uma graninha para comprar uma boa camera. Agora estamos em 2010 e pensando em adquirir uma Pentax K20D ou K10D. São compatíveis com este sistema de lentes que vc descreveu? Sou biólogo e quero muito fotografar fauna e flora. Me amarro nas macros mas quero também poder captar flagrantes a distancia. Grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *