Slideshows de Fernando E. Aznar

Se por um lado um dos encantos da fotografia é a possibilidade de representar o estado das coisas em um período ínfimo de tempo, por outro isso também é uma de suas grandes limitações. Ao se resumir a uma imagem estática, a foto é apenas um breve recorte de uma cena, uma idéia ou qualquer coisa que o autor escolheu. Depois do cinema e da TV, que usam a fotografia para a construção de representações mais completas, os computadores domésticos e a Internet permitem a criação e veiculação de novos formatos que também se baseiam nas fotos.

Uma dessas possibilidades são os slideshows. Montados a partir de seqüências de fotos, eles propiciam a adição de diversas camadas de representações, idéias, significados e sensações, ao contar com uma ordem, um ritmo, movimento e som. Fernando E. Aznar tem se aprimorado nessa forma de mostrar suas fotos. Depois do Ausências, Baixas Luzes e do Sentido Vago (com as fotos do livro homônimo), entre outros, ele produziu recentemente O Tigre o Drgão em Ti, a partir de fotos feitas em Parati. Vale a pena conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *